OBRAS DE MÉDIO E ALTO PADRÃO EM ALTA

A instabilidade no setor da construção civil criada pelo período de mudança de governo, em que projetos como o Minha Casa Minha Vida são afetados, não é unânime. Para quem atua no mercado, está claro que empreendimentos populares podem até sentir uma queda no nível de construções, mas os empreendimentos de médio e alto padrão continuam com bons projetos e com o ritmo intenso na construção de novos empreendimentos. A Metro Modular e a Embraplan Engenharia, empresas que atuam fortemente no setor, falaram um pouco sobre a situação do mercado na visão de cada uma delas.
A Metro Modular, empresa especializada na fabricação de formas com resina para paredes de concreto moldadas in-loco, disse que tem visto cada vez mais o aumento na demanda de empresas focadas em empreendimentos de médio e alto padrão por seu sistema construtivo. “Nossas formas já são amplamente utilizadas em obras populares e com muito sucesso e, devido às vantagens que esse sistema oferece, passaram a ser bastante utilizadas em obras de médio e alto padrão pelo fato de garantir agilidade e qualidade final”, comentou Edenilson Rivabene, gerente de planejamento da empresa.
Para a Embraplan Engenharia, empresa com escritórios nas cidades de São Paulo e Piracicaba e que é especializada na construção de empreendimentos residenciais e comerciais de alto e médio padrão, 2014 também não é considerado um ano ruim. Na verdade, representa uma seleção de empresas especializadas e sólidas no mercado. “Esse será um ano de ajustes no mercado, em que as empresas sólidas e especializadas no setor não terão dificuldade de se manter com bons ganhos”, avalia Jorge Luiz Provenzano Filho, coordenador de vendas da empresa.
Para a Metro Modular, além do mercado em expansão, o fato da empresa investir constantemente no aperfeiçoamento do produto é um dos fatores que tem mantido elevada a demanda por seu produto. Recentemente a empresa aperfeiçoou o sistema para garantir ainda mais agilidade e qualidade das obras que utilizam suas formas. “Desde o início, a Metro Modular teve a postura de se preocupar com a qualidade de seus produtos e o aperfeiçoamento desse sistema busca melhorar ainda mais a qualidade das nossas formas”, afirmou o gerente de planejamento da Metro Modular.
Rivabene explica que para construir os painéis para paredes de concreto, a empresa possuía 96 tipos de formas diferentes. “Tínhamos 6 modelos que apresentavam 16 opções de encaixe cada. Por isso, passamos a adotar o encaixe manual para compor o painel, então, todos os lados da forma podem ser encaixados reduzindo de 16 opções de encaixe para uma opção para cada modelo. Mudando esse sistema, facilitamos muito outras obras e as representações e montagem dos protótipos, pois tiramos dependência de equipamentos como a prensa e até mesmo o conhecimento que os montadores precisaram ter para montar 96 tipo, viabilizando a utilização de pessoas que não são especializadas, e isso abre um leque de mercado bem diferente ”, comenta.
O gerente de planejamento da Metro Modular explica que por meio de uma resina de alto desempenho e flexibilidade, a forma da Metro Modular tem peso reduzido e alto índice de reutilização, é ideal para estruturas de concreto como pilares, vigas, paredes e lajes, que exigem precisão, leveza, resistência e produtividade no andamento da obra. Com elevada resistência mecânica e à impactos, intempéries e manuseio em canteiros de obra, elas são consideradas uma alternativa ao uso da madeira e ao alumínio no processo da construção civil. “Como as formas são produzidas com resinas, elas podem ser utilizadas inúmeras vezes em outras construções, se adequando a diferentes projetos, tendo suas dimensões alteradas e moduladas para qualquer medida. Vale lembrar que a resina utilizada em nossas formas foram desenvolvidas especialmente para serem utilizadas no concreto”, diz.
Provenzano Filho, da Embraplan Engenharia, disse que o ano de 2013 foi extremamente positivo, especialmente com o lançamento do Mirage Residence, um edifício de médio padrão na cidade de Piracicaba. “O empreendimento foi lançado em novembro de 2013 e já estava com 90% das unidades vendidas antes mesmo do fim ano”, afirma Provenzano Filho.
Isso é explicado pela boa situação que o setor da construção civil vive em Piracicaba, gerado pelo crescimento econômico da cidade e pela geração de novos empregos na região. “O potencial de valorização dos imóveis em Piracicaba é muito grande, tendo em vista que em cidades com o mesmo porte, o valor do metro quadrado é mais caro. Acredito que esses fatores são os principais pontos positivos para o mercado. Sem dúvidas, investir em imóveis em Piracicaba é uma excelente decisão”, comenta o diretor de vendas da Embraplan, que está lançado outro empreendimento residencial na cidade neste ano.
O momento para a Metro Modular, que loca e vende suas formas, é tão positivo que devido à boa procura grande parte das formas disponíveis para locação estão distribuídas em canteiros de obras espalhados pelo país. “Por isso, a opção de venda tem sido atrativa, especialmente com a opção de adquiri-las através do financiamento pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que facilita ainda mais compra, já que a entidade oferece juros muitos baixos”, comenta Rivabene.

Foto: divulgação
DeCastro Assessoria de Imprensa
Fonte:http://www.brasilengenharia.com/portal/construcao/9281-obras-de-medio-e-alto-padrao-em-alta